FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO ADVENTISTA

O Sistema Educacional Adventista objetiva promover atividades de ensino contextualizadas em que possa ser vivenciada a filosofia cristã de educação. Assim fazendo, provê modelos das mais diversas ordens para professores, estudantes, administradores e estudiosos em geral.

Nossa filosofia é fundamentada nas seguintes crenças:

  • Deus, o Criador, é a realidade última do universo. Por isso, conhecê-Lo e compreender Sua vontade é de crucial importância desde a infância na vida;
  • O homem, criado perfeito por Deus, é o resultado de uma sútil e judiciosa combinação do material com o espiritual. Um ser racional destinado a ser completo e feliz à medida que, harmoniosamente, relacionar-se com Seu Criador e bem conviver com seus semelhantes;
  • Separado de Deus, o homem está sujeito à degradação. Estabelecer ligação com Deus na forma e no tempo devidos, portanto, deve ser o grande objetivo da vida;
  • Criado o homem, com potenciais a desenvolver, chama-se Educação Cristã a obra que permite seu harmonioso desenvolvimento em comunhão com o Criador. A maior tragédia é não desenvolver plena e equilibradamente os potenciais humanos. Em outras palavras, é apenas “poder ter side”. Dessa maneira, em se tratando de educação, excelência é o mínimo desejável;
  • Na via humana, ações e atividades dos primeiros anos são essenciais para o posterior desenvolvimento. Assim, é sobre a boa educação e a felicidade do educando que se constrói o futuro bem-estar e o destino do homem;
  • Deus, o Criador, é também fonte de todo o conhecimento e se revela ao homem mediante a Bíblia Sagrada, Jesus Cristo, a natureza – se segundo livro – e através do trato com pessoas e povos de todas as épocas.

Pelas crenças supracitadas, no Sistema Educacional Adventista, as ações e as atividades promovem o harmonioso desenvolvimento do educando. Além disso, o currículo educacional ocupa todos os aspectos do ser e todas as formas de revelação de Deus, proporcionando a este estudante uma educação integral.

O caráter de Deus revelado na lei moral constitui-se no grande padrão de comportamento ético do homem e na fonte das diretrizes para a formação do caráter e para o desenvolvimento do senso estético.

Estando o homem separado de Deus por sua livre escolha e, assim, sujeito à depreciação, cabe à Educação Cristã o supremo ideal de levar o homem a reaproximar-se de Seu Criador.